Publicado em: 13/06/2018
Campanha

Imagina se a rua fosse realmente de tod@s?

Você já parou pra pensar no dia em que a gente vai poder sair na rua e, no lugar do medo, só sentir liberdade? Liberdade pra andar na calçada sem nenhuma chance de ouvir um “fiu fiu” indesejado. Liberdade pra pegar as chaves do carro, cair na estrada e só se preocupar em curtir o caminho.

 

Imagina a gente entrar no carro pela primeira vez e não duvidar da nossa habilidade. Imagina rolar a timeline das redes sociais e não encontrar nenhuma piadinha sobre mulher na direção. Sabe aquele “tinha que ser mulher?”. Imagina se a gente só escutasse “tinha que ser mulher na direção da empresa, no comando do navio, na cabine do avião, no topo da montanha ou em cima do podium”.

 

Será que um dia vamos parar de falar em igualdade e começar a enxergá-la nas ruas, bem ali, diante dos nossos olhos? Seria lindo ver a mecânica, a engenheira, a cientista e a piloto se preocupando apenas com os desafios da profissão, e não com as piadas, com o assédio ou com a diferença de salários.

 

A verdade é que só conseguimos imaginar tudo isso porque muitas mulheres lutaram para conquistar espaços que, por muito tempo, só existiam na imaginação. Sabe o que isso significa? Que a gente está no caminho certo.

 

De uma coisa, a gente já sabe. Uma rua que pertence a tod@s se faz com gentileza, bom senso, oportunidades iguais e acima de tudo: respeito. A gente também já sabe que as ruas estão cheias de Nathálias, Barbaras, Mirians, Adrianas, Ruzis, Vanessas, Hildelenes e Thaises. E é isso que nos faz acreditar que, no futuro, as ruas terão tanto espaço para exemplos como esses, que não vai sobrar nenhum para o preconceito.

 

Vamos juntas criar um movimento para transformar as ruas em um ambiente mais democrático, inspirador e justo para todo mundo.

 

A Rua É De Tod@s

 

Os comentários neste site estão temporariamente desativados em respeito à legislação eleitoral. A suspensão será mantida até o fim do primeiro turno das eleições (ou segundo, caso ocorra). Para entrar em contato conosco durante esse período, indicamos os canais disponíveis no site http://www.br.com.br/pc/fale-conosco ou no Serviço de Informação ao Cidadão- SIC – http://www.br.com.br/pc/acesso-a-informacao. Essa restrição se baseia na Instrução Normativa n.01 (11/04/18), da Sec. Esp. Comunicação Social da Presidência da República.