No Volante

Ansiosa diante da prova de direção ou de outro grande desafio? Respire fundo!

É muito provável que você já tenha dado esse conselho a alguma pessoa próxima, ao vê-la estressada, angustiada ou com medo diante de um grande desafio. Não é fácil batalhar pelos nossos sonhos a cada dia e ainda ser alvo de algum comentário sem graça na rua, no trabalho ou até em casa. Mas a cada momento em que você cuida de você mesma e assume a direção da sua vida, você mostra para muitas outras que isso é possível! Conheça o movimento A Rua é de Tod@s e descubra histórias de outras mulheres que, como você, estão vencendo desafios e conquistando espaços. Nessa trajetória, a respiração consciente pode ser, sim, uma aliada muito mais poderosa do que você imagina.

Quando a gente diz “respire fundo!”, estamos verdadeiramente oferecendo uma ótima dica. Parece banal, já que estamos mesmo respirando o tempo todo? Na verdade, raramente paramos para pensar na respiração, mas ela é mesmo uma ferramenta poderosa (e gratuita) que temos à nossa disposição o tempo todo e que pode transformar um caminho tortuoso em uma jornada muito mais serena. Caroline Baldasso, Mestre em Neurociência pela Universidade de Pisa (Itália) e pesquisadora social, explica que o nosso cérebro está o tempo todo reagindo a estímulos externos e internos – mas, diferentemente de outros seres vivos, “uma habilidade importante que temos é a de regular nossas emoções, de responder aos estímulos ao invés de reagir – e pausar e respirar conscientemente é o início desse processo”.

Em uma situação de estresse como as que usamos de exemplo acima, você pode perceber algumas sensações no corpo: vontade de chorar, tensão na mandíbula, náuseas, pernas inquietas, respiração superficial, rigidez nos músculos – todos esses são alguns dos sinais de ansiedade. “Quando percebemos tais reações acontecendo, podemos pausar e fazer uma prática simples de respiração abdominal, uma respiração sem pressa e profunda”, recomenda a pesquisadora, esclarecendo que essa atitude simples já nos ajuda a enfrentar a situação com mais clareza.

Mas qual é exatamente o efeito dessa prática? “O que acontece com o corpo é uma sensação de maior calma e estabilidade, diminuição dos batimentos cardíacos, liberação de hormônios ligados ao autocuidado (como ocitocina e serotonina), aumento da atividade nas regiões do cérebro responsáveis pela regulação das emoções, relaxamento da musculatura e normalização do ritmo de cada órgão, como pâncreas e fígado”. A dica é fazer essa respiração três vezes, profundamente, sem pressa – não é preciso fechar os olhos nem sair do lugar onde você está. Apenas lembre-se que respirar conscientemente é uma opção ao seu alcance – e isso vai ajudá-la!

Caroline reconhece que, como não estamos acostumados a respirar profundamente no dia a dia, as primeiras tentativas podem ser desconfortáveis. Para algumas pessoas em tratamento psicológico ou psiquiátrico, a prática pode não ser recomendada – se for o seu caso, vale consultar o médico. Para pessoas saudáveis, porém, os benefícios são valiosos! A pesquisadora lembra que outros fatores importantes – e que ajudam nosso organismo a respirar melhor – são a prática regular de exercícios físicos, uma alimentação leve e a ingestão de água.

Se estiver em um momento da vida de estresse mais frequente, Caroline recomenda uma prática de respiração um pouco mais longa, com 5 minutos de duração. Antes de começar, sente-se em uma cadeira, com os pés bem apoiados no chão, as pernas em 90 graus e a coluna ereta (cuidado para não deixar as costas tensas – a coluna deve estar ereta, mas relaxada). O primeiro passo é prestar atenção às sensações e pensamentos, ganhando consciência sobre o que está se passando exatamente naquele instante. Observe com curiosidade o seu corpo e as suas ideias. Depois, siga o caminho da respiração: mude o foco para o ar que entra, circula pelo seu corpo e sai. Perceba o que acontece na inspiração e na expiração. Por último, permita uma expansão da sua atenção, incluindo a respiração e as suas sensações.“Perceba tudo que está com você agora, em você e com você”.

Não existem pré-requisitos: você já sabe respirar – mas respirar com atenção pode ser uma prática que vai ajudá-la a lidar com o estresse de momentos específicos ou durante crises. Que tal experimentar um pouquinho do poder da respiração consciente agora mesmo? Siga o ritmo da figura abaixo para guiar sua inspiração (quando a figura se expande) e expiração (quando ela se contrai). Neste site, você pode configurar a duração de cada etapa da respiração.

 

  • No Volante Encare sem medo as subidas e descidas do caminho!

    Saiba mais