No Volante

Cuidados extras para dirigir à noite

Você pode escolher marcar suas aulas na escola de direção apenas no turno da manhã ou da tarde, mas quando estiver com a sua CNH na mão, não tem jeito: mais cedo ou mais tarde, vai precisar encarar o trânsito à noite. É importante que você já saiba, desde o começo, que as condições para a direção noturna são mesmo diferentes. A escuridão é um fator de risco e, portanto, sua atenção ao volante deve ser redobrada.

Os cuidados começam com o próprio carro: “É necessário que você examine a iluminação veículo antes de sair. É obrigatório o uso de farol baixo em vias iluminadas e, em vias não iluminadas, o uso de luz alta. Lembre-se sempre de reduzir a luz quando estiver cruzando com alguém, para não ofuscar o outro motorista”, explica Anna Maria Garcia Prediger, instrutora de trânsito e diretora de ensino de auto-escola. Falhas no uso da iluminação podem gerar multa: se for por esquecimento, a infração é do motorista. Se alguma lâmpada estiver queimada, a infração é do proprietário do veículo.

O carro está em dia e você não esqueceu de acender os faróis? Ótimo! A próxima dica da instrutora é que você trafegue um pouco abaixo do limite de velocidade indicado pela via. Anna Maria esclarece que “a velocidade máxima da via é para condições perfeitas de tráfego. A noite é uma situação adversa, já que a visibilidade está bem reduzida”. Você pode demorar mais para perceber se houver um veículo sem as luzes ligadas ou até uma pessoa vestida toda de preto. Se o vidro do seu carro tem película, mais motivos ainda para ficar atenta: redobre o cuidado ao trocar de faixa, pois a sua visão dos espelhos retrovisores estará prejudicada.

Na estrada, prefira caminhos com os quais você já esteja familiarizada, para garantir que sua atenção total está na estrada, sem outras preocupações. Isso porque, em velocidade mais alta, seu carro vai percorrer uma distância maior até frear completamente caso seja necessário. Como sua visibilidade estará reduzida a, no máximo, 50 metros, você terá muito pouco tempo para reagir a algum imprevisto. Por isso, mantenha-se alerta ao dirigir em rodovias à noite. Além disso, escolha uma rota em que você sabe que vai encontrar um posto de gasolina de confiança caso precise parar. Dê preferência a estradas bem iluminadas e com boa pavimentação.

Uma dica importante: “Para dirigir à noite na estrada, é importante estar bem descansada. A estrada acaba ficando muito mais monótona, acaba dando muito sono ao condutor. Se perceber que está bocejando ou que o olho está fechando, pare imediatamente. A direção à noite dá sonolência. Pare para descansar, levantar, comer alguma coisa”, recomenda a instrutora.

E passar pelo farol vermelho é permitido à noite? Não é. Anna Maria sugere que você fique atenta ao sinal e, se estiver vermelho, reduza a velocidade antes de chegar: “Já coloca na primeira marcha e vai reduzindo. Quando chegar, vai estar aberto”. Mas cuidado! “Não confie que, se o sinal está verde, você pode passar numa boa. Tem pessoas que ignoram o sinal vermelho ou mesmo pessoas embriagadas dirigindo à noite. O melhor é reduzir e observar se dá para passar com segurança, mesmo com o sinal verde para você”.

Dirigir à noite exige, sim, cuidados redobrados. É natural que, das primeiras vezes, você não se sinta tão segura. Mas, assim como acontece com a direção durante o dia, é a prática que ajuda a aperfeiçoar a sua habilidade ao volante. Se preferir, uma boa opção é convidar uma pessoa tranquila para acompanhá-la nas primeiras saídas ou até contratar um professor particular para algumas aulas noturnas no seu carro. Assim, você se sente mais segura até se acostumar às condições específicas da direção à noite.

Você já domina esses cuidados extras? Conte para a gente nos comentários como foram suas primeiras saídas ao volante durante a noite. Quem sabe sua história não traz dicas que inspiram outra mulher a se sentir mais segura para o desafio?

 

 

  • No Volante Como dirigir em um alagamento

    Saiba mais