No Volante

Mês da Mulher: veja 8 dicas para dirigir a sua vida.

Pequenas atitudes podem fazer a diferença, na sua vida e na vida de outras mulheres!

1.”Aposte em você, pois a pior frustração é conviver com o monstro do “se”, “se eu tivesse tentado…” Ana Paula Lessa de Azevedo, Brasília (DF).

Trabalhar em um ambiente majoritariamente masculino, como a Ana Paula, é um desafio. Isso não a impediu de ir atrás do seu sonho. Como ela mesma disse, ninguém merece viver pensando como seria se tivesse feito algo diferente, né? O que você deseja realizar pode ser o curso de direção, perder o medo de falar em público, ir morar em outro país, mudar de profissão ou outra grande conquista que seja um sonho só seu. Não importa se o desafio parece pequeno ou gigantesco: dê o primeiro passo. “Aquilo que quero fazer é ético? Está em sintonia comigo? Eu tenho vontade? Eu estou disposta a aprender?”, questiona Ana Paula. Se a resposta for “sim”, lembre-se que pior do que ouvir um “não” é viver frustrada por nem tentar. Precisa de mais um empurrãozinho? Que tal colar em todos os lugares essa frase de Ana Paula, para não esquecer: “Preciso me dar a oportunidade de tentar ser feliz”.

2.“Percebi que no trânsito, homens, mulheres, idosos, moleques, pessoas que dirigem há muito tempo – todos cometem erros.” Nadiara Vidal, Belém (PA).

A dica da Nadiara é valiosa: não se cobre demais. Você não é a única que erra no trânsito (longe disso!). Dirigir bem não é uma questão de gênero nem de idade. Qualquer um pode seguir os princípios da direção segura. Da mesma forma, qualquer pessoa está sujeita a erros: “Já percebi que, sendo homem ou mulher, para fazer besteira, basta estar dentro do carro”, diz Nadiara. Vale levar essa dica para todos os aspectos da vida, né? Aprenda com seus erros e depois deixe-os de lado. Não exagere nas cobranças: ninguém é perfeito.

3. Tem medo de dirigir? “Brinque” com o seu carro. Claudia Ballestero, São Paulo (SP).

Para perder uma insegurança, é preciso se expor a ela e transformá-la em uma brincadeira. Quem dá a dica é Claudia: “Você sabe tirar o carro da garagem? Se não conseguir, peça para alguém tirá-lo e dê uma volta no quarteirão. Aumente o quarteirão até se sentir mais segura.” Não importa a sua idade: em qualquer atividade nova que você for aprender, será uma iniciante! Encare esses primeiros passos sem grandes expectativas. A confiança vem da prática. Procure se divertir e não se cobrar tanto no início. Quando vai aprender um novo idioma, você não espera sair falando como um nativo daquela língua, certo? No primeiro dia de aula ou de um trabalho novo, você também acha normal sentir aquele friozinho na barriga, não é? Respeite seus limites, mas saiba que, se quiser, pode expandi-los um pouquinho a cada dia.

4. “A gente tem que escolher dar ouvidos ao que te inspira, tentar ouvir a voz que te estimula, mesmo que seja a tua própria.” Vera Egito, São Paulo (SP).


A vontade é de tatuar a frase da Vera! Filtre somente os comentários que te colocam pra cima. E, principalmente, escute a opinião de quem realmente quer o seu bem. Às vezes parece que todo mundo ao redor está dizendo que você não vai conseguir? O jogo pode começar a virar quando você parar de acreditar nos comentários negativos – e, principalmente, parar de repeti-los para si mesma. Seja a voz que te fortalece. Lembre-se todos os dias que você merece, sim, conquistar o que deseja. Não é uma questão de se achar melhor que outras pessoas – mas você também não tem motivo nenhum para pensar que é inferior às outras, certo? Comece agora mesmo! Qual será seu grito de torcida para você mesma? Aproveite para ser essa voz também para uma amiga que você ama – assim vocês torcem juntas uma pela outra!

5.”Você deve respeitar seu limite, mas não pode esquecer que o medo paralisa.” Ludy Rodrigues, Nova Lima (MG).

Se liga no conselho da Ludy, que vive atrás de uma aventura! Ter medo é normal – quem diz que não tem está mentindo. Mesmo uma mulher que encara esportes radicais como a Ludy reconhece a importância do medo: ele nos diz que estamos chegando perto do nosso limite. É por causa dele que a gente se cuida: redobra a atenção ao volante, usa cinto de segurança, mantém o carro com as revisões em dia. Respeitar o medo é essencial – nem tente ignorá-lo na hora de fazer uma coisa nova! Precisamos estar atentas, porém, para não deixar o medo ser a sensação mais importante da vida, certo? Ele não pode nos impedir de aproveitar todas as coisas boas que merecemos: bons encontros, ir atrás de sonhos, curtir uma viagem. Aceite seus medos, mas não se deixe dominar por eles!

6.”A sua opinião talvez não seja interessante para mim, mas eu tenho que respeitar.” Ana Bispo, São Francisco do Conde (BA).

Quem sai de casa todo dia e só encontra ruas livres, sinais verdes e boas vagas para estacionar ao chegar no destino? A gente não conhece ninguém! Como o trânsito nos ensina a ter paciência com imprevistos e conviver com motoristas menos atentos (ou mais apressados!), você sabe que, na vida, nem todas as suas relações serão como estradas ensolaradas com belas paisagens! Ana Bispo, líder comunitária, sabe que discutir com uma amiga e ouvir uma opinião diferente é saudável. Ao volante e nas nossas relações, cada pessoa é um universo próprio (como cada uma de nós, certo?). Seja qualquer for a situação, respeitar o outro como queremos ser respeitadas é a melhor regra!

7.”Não pode cortar o sonho da pessoa. O que desestimula é dizer que não vai conseguir.” Mirian Alves Bandeira, Campo Grande (MS).

Incentive outras mulheres a vencerem o medo. Lembre-se: o que parece uma brincadeira pra você pode ter um efeito totalmente diferente para quem está tentando superar um desafio. Nada daquelas piadinhas sobre “seguro de vida”, “mulher no volante” e “só podia ser mulher”. Coisa ultrapassada, né? Vale para o trânsito, mas vale para qualquer outra situação da vida: todo mundo merece ter sonhos! Se você já foi alvo de críticas infundadas, piadinhas sem graça ou levo um daqueles baldes de água fria que acabam com qualquer entusiasmo, sabe muito bem o quanto isso pode esvaziar a vontade de ir em frente. Seja a pessoa que torce e vibra com as conquistas de quem está a seu redor!

8. “Com determinação e foco, podemos chegar aonde quisermos.” Dativa Vitória da Silva, Pirassununga (SP).


Hoje não parece um bom dia para ir atrás do seu sonho? Comece dedicando-se a algo que é importante e que faça sentido pra você, seja começar a dirigir, viajar, aprender uma nova língua. Determinação é avançar um pouquinho a cada dia, é levantar depois de tantas quedas, é persistir mesmo quando a vontade de desistir bate forte. Não importa em qual área da vida está o seu projeto mais importante: se ele é realmente fundamental para a sua realização, todas as pedras no caminho terão valido a pena.

 

 

 

  • Viagens Por que viajar de carro sozinha pode mudar a sua vida?

    Saiba mais
  • Mecânica 5 dicas para prolongar a vida útil do ar condicionado do seu carro

    Saiba mais