Ela acredita nas histórias como ferramentas de transformação do mundo

Amanda Kamanchek é jornalista e documentarista e, em parceria com a fotógrafa Fernanda Frazão e com a ONG Think Olga, produziu o documentário Chega de Fiu Fiu

Foi um mergulho de quatro anos na vida de três mulheres que vivem em três cidades diferentes do Brasil. Através dos olhares delas, Amanda Kamanchek também transformou seu próprio jeito de se relacionar com o espaço público. Amanda é uma das diretoras do documentário Chega de Fiu Fiu, ao lado da fotógrafa Fernanda Frazão e em parceria com a ONG Think Olga – que lançou a campanha de mesmo nome do filme, em 2014. A campanha procurava combater o assédio sexual em locais públicos no Brasil e ganhou bastante repercussão (você pode assistir à palestra TED de Juliana de Faria, idealizadora da campanha, neste link).

Mesmo antes de propor o documentário Chega de Fiu Fiu, Amanda já estava atenta aos temas do direito à cidade e do combate à violência contra a mulher. Quando descobriu a campanha do Think Olga, percebeu que a ONG poderia ser uma aliada para conectar estes campos: “A pesquisa trazia o tema do assédio para o debate, falava da violência contra as mulheres no espaço público. A gente propôs fazer este filme para que pudéssemos pesquisar mais a fundo, mas também para ter uma ferramenta de sensibilização para dialogar com governos e outras entidades que atuam nessas áreas”.

Formada como jornalista e documentarista, ela já havia trabalhado como repórter no jornal Folha de S.Paulo, em revistas e em reportagens para a Agência Pública. “Eu cheguei ao Jornalismo porque acreditava que seria uma forma de ouvir histórias, contá-las e conectar pessoas por meio de várias mídias. Acredito que seja uma forma eficaz de promover mudanças. Acredito bastante no produto que a gente consegue gerar: no filme, na matéria, na boa história”. Do jornalismo, passou a atuar com projetos de comunicação para ONU-Mulheres, Cartografia de Direitos Humanos da Unesco e Instituto Pólis. Em 2014, foi eleita uma das 100 mulheres inspiradoras do mundo pelo Think Olga e uma das 21 brasileiras que estão fazendo do país um lugar melhor pelo Brasil Post / Huffington Post.

Além de acompanhar a página do Chega de Fiu Fiu no Facebook, você pode ler mais sobre o assunto no site da ONG Think Olga. Lá, estão disponíveis pesquisas, os relatos do mapa do assédio, entre muitos outros textos que ajudam a iniciar (ou continuar) essa conversa sobre mulheres e seu direito às cidades.  – dois temas que mobilizam Amanda a realizar projetos tão transformadores não só para a vida dela, mas para a nossa também.

Amanda é uma destas mulheres inspiradoras que lutam para construir um futuro no qual a rua seja um espaço seguro para tod@s. Seu trabalho informa e inspira quem batalha para que mulheres possam se sentir respeitadas onde quer que estejam.

Você também quer fazer parte desse movimento para transformar as ruas em um ambiente mais democrático, inspirador e justo para todo mundo? Faça parte do movimento A Rua é de Tod@s.”

  • Minha História Ela encontrou na maternidade uma forma diferente de trabalhar e apoiar outras mães

    Saiba mais
  • Minha História Ela já é bisavó e tem quase 30 anos de profissão, mas segue apaixonada pela estrada

    Saiba mais