Ela superou perdas, mudou de carreira e inspira mulheres que sonham em ter o próprio negócio

Vanessa Martins começou do zero e hoje está à frente de uma oficina que é referência em sustentabilidade

Você é daquele tipo de motorista que sempre pensa que a revisão do automóvel pode ficar para depois? Que o investimento em manutenção não precisa ser sua prioridade? A empreendedora Vanessa Martins tem um recado: “A manutenção de um carro é uma responsabilidade muito grande. O carro é uma máquina, e um erro mecânico pode matar mais de uma pessoa em um acidente”.

Não é à toa que Vanessa defende com tanta convicção o trabalho bem feito em uma oficina. Ela deixou para trás uma carreira de sucesso na área de nutrição, em que ganhava bem mas se sentia infeliz, para acompanhar o marido no negócio no setor automobilístico.


Responsabilidade e inspiração

Mais do que um trabalho, a Oficina Torigoe, em São Paulo, é uma oportunidade que Vanessa abraçou para fazer a diferença na comunidade onde atua, tornando-se uma referência em sustentabilidade ambiental, econômica e social. “Quando comecei a nova oficina, quis fazer um empreendimento 100% sustentável: temos horta vertical, as camisetas dos colaboradores são feitas de garrafa pet, uso água da chuva para regar plantas, lavar a oficina e para as descargas, emprego refugiados da Nigéria, faço parquinhos de pneus em comunidades, realizo checkup solidários duas vezes por ano em que verificamos as condições do carro em troca de um quilo de alimento” – a lista de iniciativas não pára por aí e é motivo de orgulho.

Vanessa também oferece o serviço de coach para funcionários e até para clientes:

“Tenho vontade de ajudar e inspirar, principalmente mulheres, já que vemos que muitos negócios femininos acabam fechando”.

O espaço também oferece cursos de mecânica básica para mulheres, público que Vanessa recebe com carinho especial: “Aqui na frente vemos muitas batidas. Quando há uma mulher envolvida, eu já vou acolher, abraçar. Esses dias uma entrou chorando e eu fui recebê-la. Dias depois, ela voltou para me agradecer. Disse que só teve coragem de voltar a dirigir por minha causa. Quase morri de amor por ela. É muito maluco o quanto a gente consegue impactar as pessoas”, comenta.


Superação na vida pessoal e profissional

Não é da boca para fora: Vanessa já sentiu na pele a experiência de envolver-se em um acidente grave. Ninguém saiu ferido, mas a empreendedora conta que, quem viu o estado do seu carro, teve dificuldade para acreditar que ela tinha saído ilesa. “Bati em três carros e entrei no portão de uma casa que, graças a Deus, não tinha ninguém. Deu perda total. Fiquei um pouco traumatizada, passei três meses sem dirigir. A seguradora ressarciu e comprei outro carro. Quando peguei, fiquei três horas sentada sem conseguir dar a partida. Eu tremia muito. Parecia que tinha que reaprender”, conta. Hoje, superou totalmente o trauma e adora pegar o volante.

Resiliência para recomeçar, não importa as circunstâncias – isso é o que Vanessa tem de sobra. O sucesso da Oficina Torigoe não chegou antes de Vanessa e o marido, Sérgio, passarem por muito sofrimento. Em 2012, o empreendimento quase fechou – precisou mudar de endereço depois de inúmeras denúncias de um vizinho insatisfeito: “Ele denunciava várias empresas da região. Eu trabalhei mais ou menos um ano apenas fazendo defesas diante da prefeitura, para evitar que perdêssemos a licença de funcionamento”, relembra.

O recomeço foi complicado: “Um cliente ofereceu um galpão, onde ficamos temporariamente. Trabalhamos entre ratos, baratas, pulgas. Tivemos uma enchente e perdemos todo o material. Não conseguíamos empréstimo no banco”. Ao construir o novo espaço, Vanessa estava focada em inovar, colocando de pé um projeto totalmente ecológico.

A empreendedora tem razão ao afirmar, com convicção, que a sua é uma história que pode inspirar outras mulheres a superarem as dificuldades: “Eu cresci sem mãe – ela morreu quando eu tinha sete anos. Meu pai me abandonou. Eu me formei sozinha. Corri atrás. Se eu fiz, outras também podem fazer. Eu amo a minha história. Eu tinha todos os motivos para desistir, mas consegui recomeçar”. Hoje, Vanessa viaja pelo Brasil para contar sua experiência em palestras, já fez campanha para marca de ferramentas e é autora de dois livros.

Assumir a responsabilidade de recomeçar quando é necessário, saber celebrar as próprias conquistas e compartilhar os aprendizados para contribuir com a evolução de outras pessoas – Vanessa faz tudo isso com alegria. Depois de conhecer sua trajetória, nenhum sonho parece impossível. A hora de correr atrás é agora: que transformação você pretende realizar na sua vida?